negócios

Pai e filho, juntos na vida e também nos negócios

Pai e filho, juntos na vida e também nos negócios

5 minutos Na infância todos os filhos enxergam os pais como heróis e no meu caso não foi diferente! Eu achava o meu pai o máximo e admirava seu jeito de ser, seu gosto pela leitura, sua disciplina para praticar muitos esportes ao mesmo tempo e sua incrível criatividade para ter muitas ideias e executá-las com muita rapidez. Desde pequeno, acho que eu já sonhava em um dia ser como ele, tocar os negócios da família e manter vivo o legado empreendedor dos Ramenzoni. Leia mais

Ideias que passam pela minha cabeça e eu presto atenção

Ideias que passam pela minha cabeça e eu presto atenção

4 minutos Sabem qual é a primeira coisa que passa pela minha cabeça quando o dia vai chegando ao fim? DESCANSAR! Eu sou muito ativo, não sinto vontade de pausar a vida, então esse descanso a que me refiro, é chegar em casa e terminar o dia no melhor estilo happy hour descompromissado. Pode ser na sala de visitas, no meu escritório ou no terraço (normalmente meu refúgio dominical) e aproveito esse momento para ler um jornal, uma revista, ou tomar um drinque com Leia mais

Agronegócio, celeiro de amigos valiosos e… bons negócios

Agronegócio, celeiro de amigos valiosos e… bons negócios

5 minutos Lançar o meu livro autobiográfico além de ser uma realização planejada a tempos, foi também uma excelente oportunidade para rever os tantos amigos de todas as idades e tribos que fui conquistando pela vida afora. Para vocês terem uma ideia, na hora de organizar o envio dos convites para o evento de lançamento, nós dividimos por grupos de interesses semelhantes para facilitar a organização: parentes e amizades familiares, segmento de papel e celulose, motociclistas e agronegócio. Como já falei em outro post, Leia mais

O assunto que mais me empolga? Negócios!

O assunto que mais me empolga? Negócios!

2 minutos Não é segredo para ninguém que me conhece um pouquinho que um dos temas que mais ativam o brilho nos meus olhos chama-se negócios, em especial um que se chama Papirus, a empresa idealizada e criada por meu pai e meu tio em 1951, que deu seus primeiros passos para atender o objetivo de fabricar o próprio papel que serviria para fazer a caixa que embalava os chapéus Ramenzoni e hoje ocupa a terceira posição no ranking do segmento de papel cartão. No Leia mais