Pessoas jovens, positivas e competentes renovam o ar por onde passam

Tempo de leitura: 3 minutos

O artigo de hoje vai contar um pouco da história de uma pessoa muito competente, que tem o DNA do positivismo, atende pelo nome de Andréia Paparotti e está construindo uma carreira profissional muito inspiradora.

Quando Andreia começou a trabalhar na Papirus, há 25 anos, ela fazia parte da equipe que atuava no setor de escolha de papel junto com outras meninas e eu praticamente só a conhecia de vista.

Naquela época, quando o papel cartão chegava no acabamento, ele era cortado e depois era escolhido folha por folha, para verificar se estava tudo em ordem, se não tinha mancha etc. Um pré-controle de qualidade!

(Nas confraternizações de final de ano, eu aproveitava para conhecer melhor todas as pessoas que não tinha oportunidade de conviver no decorrer do ano.)

 Andréia fez uma carreira bonita na Papirus, de escolhedeira foi galgando novas posições: empacotadeira, chefe de grupos, chefe de setores, assistente do chefe geral de acabamento, gerente de acabamento e a partir daí, ela era tão esperta e inteligente que recebeu do próprio chefe a recomendação de que procurasse novos cursos para seguir em sua formação escolar pois a empresa a ajudaria nessa empreitada.

E assim ela fez, optou por se especializar na área de Relações Humanas, que eu classificaria como uma sábia decisão, pois mais à frente ela conquistou a função de assistente da gerente de Recursos Humanos e foi nesse ponto da história que eu tive a oportunidade de observar mais de perto o trabalho dela.

Como eu havia contratado o Cláudio Salce para me substituir na presidência, estava com maior disponibilidade de tempo para fazer o que mais gostava e gosto, que é conversar com os meus funcionários da administração, da produção, do RH, observar o que pensam, saber quais os planos deles, as ideias inovadoras, enfim, conhecer melhor e ouvir as pessoas, que é algo que eu aprecio de verdade.

Vou dar um pulo na história e chegar nos tempos atuais, em que Andréia é Gerente de Recursos Humanos da Papirus há cerca de 5 anos e eu considero uma posição muito apropriada porque ela conhece todos os funcionários da Papirus, vê pessoa a pessoa, atende a todos que a procuram com a mesma solicitude. (Acho que ela conhece todo mundo pelo nome ou pelo apelido.)

Ela é também a nossa representante no Sindicato Patronal dos Fabricantes de Papel e Celulose e nos representa muito bem, mesmo quando o clima esquenta e requer posições mais duras ou estratégicas. É craque nesse assunto!

Cá entre nós, ela faz exatamente o que eu fazia no passado, então nós conversamos bastante quando eu vou à Limeira, trocamos muitas figurinhas quando temos oportunidade, porque ela gosta de aprender, é uma companhia agradável e tem sempre vontade de saber um pouquinho mais para poder fazer a diferença quando aquele conteúdo em questão precisar ser explanado com maior desenvoltura ou ter que tirar uma carta da manga, principalmente nos acordos sindicais.

Andréia é um exemplo de pessoa jovem, positiva, de bom senso, íntegra, respeitada, que renova o ar por onde passa. Sempre cercada de aliados, tem um histórico de resolução de problemas invejável, podendo ser considerada uma das responsáveis do turnover da Papirus ser tão pequeno, o que por si só já merece todo o nosso reconhecimento.

Jane, Renata, Andréia e Marcelo também foram me prestigiar no lançamento da minha biografia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1 comentário


  1. Realmente um grande exemplo em todos os aspectos …. e sempre pronta para qualquer desafio ….

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *